A SpaceFox Route

O SpaceFox passa a contar com a série especial Route, que adiciona itens estéticos e de conviniência. Como sistema de áudio CD, MP3, interface Bluetooth, entradas USB e SD-Card e comandos no volante; novas rodas de alumínio de 15 pol e bancos revestidos por tecido exclusivo. O motor de 1.6 litro desenvolve 101 cv de gasolina e 104 cv de álcool. A SpaceFox Route está disponíveis nas cores vermelha, preta, prata e bege e o preço gira em torno de R$ 48.400,00.

Video do novo Mercedes Classe E Coupé




Na esteira do novo Mercedes-Benz Classe E, que trocou os faróis redondos por um conjunto óptico de formato irregular (entre muitas outras novidades, claro), está de volta o Classe E Coupé, qie ficou ausente do mercado ao longo de duas gerações do modelo. O E Coupé terá cinco versões, começando com um propulsor de 1,8 litro e 204 cavalos e chegando ao V8 de 5,5 litros e 388 cavalos. O vídeo acima é de divulgação para a Europa, e foi publicado sem edição -- o único som é o do motor do Mercedes.

Fonte: UOL

Moda Masculina: O reino no veludo na Fashion Week de Milão

Foi na Fashion Week de Milão, que tivemos uma enorme oferta de criações em veludo, tendo como novidade para o Inverno 2009 uma paleta de cores nada habituais neste tipo de material, como as calças verde lima da Emporio Armani ou o inesperado rosa fuchsia no blaser da Dolce and Gabbana. Temos ainda o fato azul noite estampado com pontos cinza da Gucci. A Gianfranco Ferré traz como novidade um casaco 3/4 em negro. Estas são mesmo uma amostra mínima, já que quase todos os criadores presentes em Milão, renderam-se ao veludo e alguns como Armani, teve o veludo presente em mais de 50% das suas criações, tanto na Emporio Armani como na sua primeira linha Giorgio Armani.

A colecção de Mcqueen para o Inverno de 2009 é simplesmente fantástica

A colecção de Mcqueen para o Inverno de 2009 é simplesmente fantástica. Para além dos dois elementos incontornáveis da colecção, o casaco de pele preto e o "talhante", na foto da esquerda em cima, vemos um desfile de requinte vintage com alguns modelos a fazer lembrar os finais do século 19, ou uma referência mais actual, o filme Gangs de Nova Iorque que retrata essa época, curiosamente uma das personagens principais é um talhante, quem sabe não foi aqui que Alexander foi buscar inspiração para a sua colecção, não se sabe, mas se fosse não fazia mal, porque pode não se gostar do filme de Scorsese, mas é unanime que tem um guarda roupa fantástico e capaz de inspirar qualquer um.

Gareth Pugh nos brindou com a sua primeira colecção masculina

Foi em Paris que Gareth Pugh nos brindou com a sua primeira colecção masculina, neste caso para o Inverno 2009. O jovem estilista avant-garde, tem vindo a ser aclamado pelos media pelas suas colecções femininas, chegou a hora dos homens desfrutarem do talento do britânico, aqueles que tiverem coragem, bom gosto e carteira para isso, por exemplo o cantor Jay-Z já pode vestir a mesma label que a sua cara metade, já que Beyonce é uma fã das criações de Pugh, tanto que usou algumas delas num dos seus últimos videoclips. Quanto à colecção é indiscutível o ar gótico a julgar pela cor, quase todas as peças são em negro, e pelas aplicações de picos de metal. Apesar de monocromática, Gareth consegue inovar com esta colecção, nos cortes, nas texturas, enfim uma lição de criatividade que é de saudar, depois de vermos mais do mesmo em Milão. Este senhor com apenas 27 anos tem atrás dele, o grupo LVMH de marcas de luxo onde se engloba a Louis Vuitton entre outras, para além da Dior Homme.

Moda Masculina: Paris é mais ousada que Milão

Os compradores são unânimes, ao afirmarem que as propostas de Milão são apostas mais seguras em termos comerciais, quando comparadas com o vanguardismo a que assistimos em Paris. Podemos tomar como exemplo as peles para homens, em Milão tivemos 3 casacos de pele todos em preto, mas em Paris tivemos coletes, ponchos, como os de Gareth Pugh(foto da esquerda), sem esquecer o avental de Galliano, e ainda Thierry Mugler (foto grande em cima) com um gorro oversized e também foi polémico ao apresentar um animal inteiro, sobre os ombros dum dos modelos. É este equilibrio que deve ser muito dificil de encontrar para os criadores, se por um lado lhes é pedido criatividade e arrojo, nunca podem deixar de ter em mente a parte comercial e que em ultima análise o objectivo final será a venda das suas colecções. Eu por mim aplaudo Paris.

Paris usa lenços


Se houve acessórios que tiveram uma presença marcante na semana de moda de Paris, foram os lenços. Quase todos os criadores usaram lenços nos seus desfiles, propostas muito criativas e de muito bom gosto, com uma componente visual que resultou muito bem na passerele da cidade luz. Podemos deduzir que os criadores, possam ter ido buscar inspiração às ruas, onde assistimos a um verdadeiro boom de lenços e foulards, neste inverno, tanto para homem como para mulher. Em Paris, a Lanvin apresentou-nos propostas em 3 cores, a Givenchy traz-nos um que parece uma rede de pesca, brilhante, e o japonês Mihara Yasuhiro tem lisos e estampados na sua colecção. Isto é apenas uma pequena amostra do que Paris nos ofereceu, em termos de lenços. e não podia deixar de vos mostrar o tule negro de Galliano.



Fonte: Espelho da Moda