Os sapatos Jimmy Choo conquistam celebridades e fashionistas

Elegância arrojada para os pés
Os sapatos Jimmy Choo conquistam celebridades e fashionistas por seu design sofisticado e qualidade excepcional
Divulgação
Os sapatos e bolsas Jimmy Choo são sonhos de consumo para as mulheres de todo o mundo

Com design arrojado, os sapatos Jimmy Choo costumam circular nos pés de celebridades, membros da realeza e fashionistas, seduzidas pela qualidade e, principalmente, pelo conforto que oferecem. O talento do designer malaio chamou a atenção da empresária inglesa Tamara Mellon, que apostou na marca e incorporou a qualidade dos calçados feitos sob medida de Jimmy Choo nos elegantes sapatos produzidos industrialmente.
O designer malaio Jimmy Choo aprendeu a arte da sapataria com seus pais, que eram donos de uma bem-sucedida loja de sapatos em seu país. Depois de se mudar para a Inglaterra, onde estudou na London College of Fashion, Jimmy abriu sua loja de sapatos na região de Hackney, em Londres, fazendo sapatos sob medida para uma pequena clientela, até que, em 1988, a revista Vogue fez um editorial mostrando o sofisticado design e a qualidade excepcional de seus sapatos. A partir daí, Jimmy passou a ser o responsável pelos calçados de celebridades e socialites internacionais. Algumas das mais famosas admiradoras de seu trabalho foram a rainha Margareth II, da Dinamarca e a princesa Diana, que se tornou amiga pessoal do designer.

Divulgação
A fundadora Tamara Mellon apostou na qualidade e design dos sapatos do malaio Jimmy Choo

Em 1996, a editora de acessórios da Vogue UK, Tamara Mellon, filha da modelo Anne Davies (que foi o rosto do perfume Chanel n°5 nos anos 60), e do bem-sucedido empresário Tom Yeardye, reconheceu o potencial de Jimmy Choo e propôs a ele comprar uma parte de sua empresa, com o objetivo de produzir seus sapatos em larga escala. Tamara, que pagou US$ 150 mil pela parceria, abriu uma fábrica e um escritório na Itália para produzir os sapatos Jimmy Choo. A empresária passou a divulgar a marca, mostrando o trabalho para os principais jornalistas de moda da Europa e Estados Unidos. A primeira loja foi aberta em um dos centros de luxo londrinos, o bairro Knightsbridge, e a empresa começou a ganhar o reconhecimento que a faria um sonho de consumo para as mulheres de todo o mundo.

O design sofisticado dos sapatos Jimmy Choo é resultado da colaboração entre a fundadora da empresa, Tamara Mellon, e a diretora de criação, Sandra Choi. A designer foi assistente de Jimmy quando ele ainda produzia sapatos sob encomenda e soube aplicar a essência de seu trabalho nos calçados feitos em larga escala, trazendo para os modelos combinações inovadoras com elementos clássicos, criando um estilo muito próprio que é imediatamente reconhecido como Jimmy Choo.

Divulgação
A atriz Jennifer Garner no Globo de Ouro 2007, usando sandália de Jimmy Choo

O segredo para manter o luxo e a exclusividade a dos sapatos Jimmy Choo está na distribuição limitada dos calçados aos pontos de venda selecionados e na escolha das localizações mais exclusivas do mundo para abrir suas lojas próprias, ao lado de grandes nomes da moda como Dior, Armani e Prada. Os sofisticados calçados podem ser encontrados em boutiques instaladas em endereços como a Avenida Montaigne (Paris), 5° Avenida (Nova York) e Sloane Street (Londres).

No ano de 2001, a Jimmy Choo deu um grande passo rumo a sua expansão, firmando uma parceria com Robert Bensoussan, fundador da Equinox Luxury Holdings. A holding comprou os 50% do designer Jimmy Choo e a empresa passou a valer U$ 20 milhões. Robert se tornou o CEO, e, em apenas três anos no comando da Jimmy Choo, abriu 26 novas lojas, em adição às quatro já existentes, e introduziu a linha de bolsas, acessórios em couro e óculos de sol, que representam 35% do rendimento da empresa.


Divulgação
Livro em parceria com a Cartier: recursos para a Elton John Aids Foundation

Desde o grande impulso dado à empresa pela associação comercial com a Equinox Luxury Holdings, a Jimmy Choo teve cada vez mais sua visibilidade aumentada. Em 2004, um projeto de grande repercussão foi desenvolvido em colaboração com a tradicional joalheria Cartier, uma campanha para arrecadar fundos para a Elton John Aids Foundation. Celebridades foram fotografadas usando apenas um par de Jimmy Choo e jóias Cartier por algumas das melhores fotógrafas do mundo. O resultado foi um livro chamado de 4 Inches que teve 10% das vendas revertidas para a fundação de Elton John. A empresa também lançou uma edição especial de um sapato, o Pink Ribbon Shoe, que teve 15% das vendas revertidas para uma campanha da instituição The Breast Câncer Research Foundation.

Divulgação
Nova campanha com a modelo Angela Lindvall, feita pelo fotógrafo Terry Richardson

No mesmo ano do projeto desenvolvido pela Jimmy Choo em parceria com a Cartier, 2004, a empresa Lion Capital anunciou a compra da maioria das ações da sofisticada marca de sapatos. Três anos depois, em 2007, a TowerBrook Capital Partners comprou a empresa da Lion Capital, passando a controlar 83%. Atualmente, a fundadora Tamara Mellon continua tendo parte da empresa, que tem como CEO Joshua Schulman e vale U$ 150 milhões. Dinâmica, cada vez mais valorizada e com mais de 40 lojas espalhadas pelo mundo que demonstram seu sucesso, a marca é preferência de muitas celebridades e fashionistas, que não dispensam seus “Choo’s”.

Fonte: Portal da Beleza


Gostou? Compartilhe: