As grifes e seus objetos de desejo

As grifes e seus objetos de desejo


O site londrino de moda e lifestyle (www.thelondonepaper.com), muito cultuado entre os fashionistas, divulgou uma lista com as dez marcas de moda mais desejadas de 2008. Entre elas estão marcas superconhecidas no Brasil, como Ray Ban, Chanel e Diesel. Outras são praticamente desconhecidas por aqui, mas fazem o maior sucesso mundo afora. Um exemplo é a Agent Provocateur. Nunca escutou falar? Pois ela está em primeirona na lista!


A Agent Provocateur, de Joe Corre (filho da estilista Vivienne Westwood), é uma marca britânica de lingerie, que surgiu em 1994. É uma das referências de underwear mais famosas do mundo e celebridades como Kate Moss, Paris Hilton, Christina Aguilera e Carmen Electra são algumas das clientes da marca, que tem a ousadia, exibicionismo e polêmica como características principais das peças.


Em segundo lugar está a marca Rolex, bem conhecida por aqui. A famosa marca de relógios foi fundada em 1908, pelo alemão, Hans Wilsdorf. Inicialmente, a empresa, sediada em Londres, importava, montava e distribuía relógios com mecanismos suíços. Logo depois, Wilsdorf decidiu especializar-se somente em relógios de pulso, mercado emergente naquela época. Dá para imaginar o sucesso que fez, tanto que faz até hoje.


A grife italiana Prada ocupa o terceiro lugar. Na verdade, a marca foi fundada na cidade de Milão em 1913 por Mario Prada e seu irmão. Inicialmente era especializada em malas de viagem, bolsas e artigos de couro. A grife foi ganhando notoriedade por seus artigos de luxo e alavancou sucesso quando a neta de um dos fundadores, Miuccia Prada, assumiu o controle da empresa. Os principais produtos da Prada são bolsas, roupas luxuosas, sapatos e perfumes.


Em quarto lugar vem a Ray Ban, famosíssima marca de óculos, fundada entre as décadas de 1920 e 1930. Ícone de tradição e modernidade, o óculos aviador da marca conquistou fãs e título de acessório de estilo.


O quinto lugar é todo dele: do estilista espanhol Manolo Blahnik, dono de uma das mais cobiçadas marcas de sapatos femininos, que leva o mesmo nome dele. Até a Madonna é alucinada por seus pares de sapatos e ainda garantiu que um belo par "Manolos" é melhor que sexo. Nada mal não? Os calçados de Manolo Blahnik abusam de plumas, lantejoulas, laços, fitas, coral... Carry Bradshaw, de Sex and the City, também era louca pelas criações de Manolo.


Na sexta posição vem Jimmy Choo, que fez história produzindo sapatos sob encomenda em Londres, mas não demorou muito para ser descoberto e fazer esse baita sucesso. Suas coleções são abusadas, jovens e refrescantes.


Em sétimo lugar está a grife britânica Topshop de moda feminina. Inclusive Kate Moss já desenhou uma coleção para a loja que foi disputada a tapas pelas consumidoras da grife. Logo atrás de Topshop, na lista das marcas mais desejadas, vem a estilista Vivienne Westwood cravando o oitavo lugar! Excêntrica, provocativa e irreverente, a estilista ficou conhecida como "estilista punk". Seus ícones são espartilhos, saltos plataforma, tecidos britânicos e exagero no corte e forma das roupas.


Quem ocupa o nono lugar é nada mais nada menos que a marca Chanel, da estilista francesa Gabrielle Bonheur Chanel, responsável por grande parte das principais mudanças no vestuário feminino do século 20. Seus principais produtos são roupas, perfumes, maquiagem, óculos, bolsas e sapatos.


Em décimo e último lugar está a tradicional marca de jeans Diesel, criada pelos italianos Renzo Rosso e Adriano Goldschmeid, em 1978 em Milão. A marca cresceu na década de 80 no mercado italiano e seus produtos começaram a ser exportados em 1981. Hoje, a marca é um verdadeiro sucesso.

Fonte: Tamirys Collis Terra

Gostou? Compartilhe: