Fashion Rio para o Verão 2008-09

Fashion Rio para o

Verão 2008-09 termina


e lança moda que já está na moda


Alexandre Scchneider| UOL

Desfile da marca carioca Cantão, um dos destaques do Fashion Rio Verão 2008-09

Desfile da marca carioca Cantão, um dos destaques

do Fashion Rio Verão 2008-09



O Verão 2008-09 carioca acabou. Pelo menos na passarela do Fashion Rio, encerrado na noite desta última sexta (14). Sem Gisele Bundchen para causar o frisson (foi para o SPFW) e a confusão de sempre e com escassez até mesmo das celebridades globais, sempre alvo de críticas por conta da bagunça causada pela aglomeração de fotógrafos, a temporada ficou menos animada. Os desfiles fora da Marina da Glória (sede oficial do evento), que costumavam render belas paisagens da cidade, do Pão de Açúcar ao Copacabana Palace, também não aconteceram, salvo o da Tessuti, ali do lado, no MAM.



No lugar das locações estilo cartão-postal, containers foram instalados para apresentações e performances alternativas, num espaço ao ar livre dentro da Marina da Glória. Não causaram grandes emoções, ainda mais considerando a combinação nada agradável entre calor e caixote fechado de metal. Os desfiles que aconteceram no espaço ao ar livre no entorno dos containers, em compensação, deram certo.



Se Gisele debandou, o time de top models, como sempre, era de peso, com as modelos brasileiras mais requisitadas para os desfiles importantes do circuito internacional, do prêt-à-porter à alta-costura: Viviane Orth, Daiane Conterato, Carol Francischinni e a anunciada Carol Trentini (que só desfilou para duas marcas) estão no time, engrossado pela "angel" da Victoria's Secret Izabel Goulart.


O Rio é fashion?
Alexandre Scchneider| UOL

Babados no desfile de Juliana Jabour para o Verão 2008-09


Em termos de moda, com algumas exceções, a edição que passou parece nem ter começado. Representantes, na maioria, da moda feita e consumida no Rio de Janeiro e cidades do Nordeste, as 39 grifes participantes - sem contar o projeto Rio Moda Hype, de moda mais experimental - repetiram tendências que já foram apresentadas em edições passadas de temporadas internacionais e, pior, que, em muitos dos casos, já foram incorporadas à moda da "vida real" das ruas e das vitrines de lojas. Os babados românticos em várias camadas que já apareceram, sumiram e reapareceram de novo podem ser vistos por aí, passeando aos montes fora das passarelas. O retorno dos vestidos longos, hippies, também já foi proposto e já começa a ser usado para ir ao cinema, ao shopping, ao trabalho. O mesmo acontece até com as calças saruel, difíceis de serem assimiladas. Os volumes bufantes e balonês em vestidos curtos de malha ou tecidos leves, então, nem é preciso dizer: basta sair de casa, olhar para o lado e pronto; se encontra uma mocinha com a "tendência" do Fashion Rio.



Entre as grifes que, de alguma forma, conseguiram mostrar frescor de moda, se não com uma grande novidade criativa, com um bom balanço entre o desejo de moda do momento, a personalidade da marca e a boa confecção das peças, estão as cariocas Cantão, Redley, Maria Bonita Extra e Totem. Prova de que o Rio pode ser, como o slogan do evento repetiu à exaustão, fashion, sem perder sua identidade carioca despojada.



O que vai se usar?

Alexandre Scchneider| UOL

Alexandre Scchneider| UOL

Transparência delicada no desfile de Maria Bonita Extra;
tons pastéis também são tendência




Novidadeiro ou não, o Fashion Rio lançou suas propostas para o próximo verão. Entrre os clássicos da estação, os tecidos leves, as transparências e o branco ganham espaço nas passarelas cariocas. Dentro da cartela suave, o destaque fica para os tons amarronzados claros, como cáqui e bege. Numa outra vertente, aparecem as misturas de estampas fortes e coloridas. O xadrez caminha do inverno para o verão, em versão mais delicada. Os florais continuam, com desenhos de influência oriental, vinda do Japão e da China.



A seguir, veja algumas tendências comuns a vários desfiles da temporada:



Calças saruel
- Com cavalo bem baixo, elas aparecem em versões urbanas ou mais relaxadas
Mistura de estampas- Mais uma vez, as marcas pedem para você não ter medo de arriscar e misturar florais com xadrezes, listrinhas com florais, tanto nos tons vibrantes quanto nos pastéis. Vale a pena tentar
Babados - eles aparecem maiores, em camadas em todo o vestido ou nas barras de saias e detalhes de blusas
Plissados e preguegados - São as versões modernas dos babados, usados também nas barras de saia e detalhes, ou, no caso dos plissados, na peça inteira
Orientalismo - Quimonos e flores (aí tanto japonesas como chinesas) aparecem em várias coleções, de maneira estilizada (quimonos) e adaptadas (flores)
Estilo hippie - É chamado também de boho, com vestidões longos e soltos
Curtos - Eles continuam, mas não são mais micros, e aparecem sempre em peças mais larguinhas
Longos e quase longos - Em contraposição aos curtos, os longos aparecem nos vestidões mais hippies. Já o comprimento médio, na canela, vem acompanhado de sofisticação e foi proposto por poucas marcas, com destaque para a Maria Bonita Extra
Listras - As listras navy aparecem em diferentes cores, e são acompanhadas de outros tipos de listrado, com destaque para os mais fininhos
Branco - É verão, e o branco vira "o novo preto" nesta estação, principalmente em cidades com praia
Beges, cáquis e tons claros de marrom - Seguindo a tendência dos marrons no inverno internaciontal apresentado em fevereiro e março, os amarronzados estão em alta. Adaptados para o verão, os tons são suaves, clarinhos.


Fonte: Estilo UOL
CAROLINA VASONE
Enviada especial ao Rio de Janeiro

Gostou? Compartilhe: