Festas: Leia antes de brindar

Festa da firma X bebida: leia antes de brindar



Foi dada a largada para a temporada de festas de final de ano – especialmente as de trabalho. Quem já presenciou uma gafe, comum nessas ocasiões em que o ambiente profissional se mistura com o social, sabe o quanto cada movimento é delicado. Há quem beba muito, paquere demais ou dance exageradamente – provavelmente porque se deixou enganar pelo clima leve e descontraído do evento.

É por isso que a "festa da firma" exige atenção, principalmente em relação ao consumo de álcool. "É permitido beber, mas não se pode esquecer que a festa é de trabalho", alerta Gloria Kalil. Para Alessandra Pinheiro, gerente de eventos da Natura, a questão é séria. "Essas ocasiões pedem bebida, até porque é uma celebração", justifica. "Mas tem que ter cuidado e evitar misturar destilado com fermentado na mesma noite", completa.

Não brinque com o emprego. Abaixo você vê listadas as Grandes Questões das Festas da Empresa, misturadas a dicas e alertas. Melhor ler antes de comemorar!


. Qual é o seu cargo? Se o chefe se embebedar, convém fingir que nada aconteceu. Mas se o estagiário ficar "alegrinho", todos os que estão acima dele vão comentar no dia seguinte. Assim, melhor pensar que, quanto mais chefes você tem, menos taças você pode beber.

. Qual é a sua resistência? Você não precisa calcular o IMC (índice de massa corporal) antes de ir pra festa. Magro + baixo ou alto + forte, não importa. É a sua resistência à bebida que conta. E só quem sabe disso é você. Importante: destilados têm mais teor alcoólico. E mais: bebida não combina com estômago vazio. Chegue alimentado e tome água entre um drink e outro.

. Você tem uma segunda personalidade? Se você é do tipo que bebe e logo assume um outro astral – o palhaço da turma, o ciumento agressivo, o corajoso galanteador, o triste reclamão, o Mr. Sinceridade etc. –, faça um favor a você mesmo e não beba álcool. Só por esta noite.

. Quem é o garçom-perigo da noite? Identifique, e se afaste, daquele tipo de garçom que não deixa o copo esvaziar. O "drink infinito" é receita certa de exagero. Beba no ritmo que você mesmo definir.

. Que assuntos são proibidos? Essa não é a hora de pedir aumento, nem de fazer confidências, muito menos fofocas e marketing pessoal. Sua presença já é sinal bastante de compromisso com a empresa.

. Se eles dançam, eu danço? Divirta-se de modo espontâneo e dance se quiser. Mas, ei!, cuidado! Não entre no trenzinho, nem rebole até o chão. O Carnaval não tarda a chegar; espere para exibir seu balanço (e seu suor, seu vigor, sua animação) num ensaio de quadra de escola de samba, bem mais apropriado.

. Para elas: posso arrasar no saltão? Pode, desde que saiba andar com eles mesmo depois de uns drinks e que jure, diante do espelho, que não vai descer do salto (literalmente ou não!).

. Para elas: e a minissaia? Não é a hora de ser sexy. Mas como pernas de fora estão na moda, nada impede que você as exiba. O problema é que, nessa hora, a tendência é que a saia revele mais do que você gostaria de mostrar – sem nem perceber – depois de tomar umas e outras. E então, vai encarar?


Autor:Antonia Petta e Vitória Guimarães
Fonte: http://chic.ig.com.br/

HIT DO VERÃO



HIT DO VERÃO

Vocês já devem estar cansadas de ver e ouvir falar das sandálias gladiadoras que invadiram as vitrines e já estão nos pés de muiiita gente. Elas apareceram nas semanas de moda e quase todos os sites e blogs já mostraram vários modelos.

Mas pelo que parece elas não vão tão cedo sair de moda, pois as adeptas dizem que são super confortáveis e que dá pra usar com vários looks.

Eu particularmente não gosto (pra mim) dos modelitos sem salto e com as tiras subindo pela perna, gosto muito mais das de salto e com tiras só até o tornozelo, mas gosto é pessoal e o que importa é a gente se achar bonita e confortável.

Só que essas sandálias não são novidades, elas já foram muito usadas nos anos 70 e agora voltam com tudo como hit do verão e é verdade sim, elas podem compor variados looks, sendo usadas e combinadas facilmente com jeans, vestido, shorts e outras peças.

Segundo o site Oficina da Moda, "a personal stylits Ana Cury, afirma que o modelo legítimo é totalmente sem salto, com couro em tom natural e tiras nas pernas, além de possuir tachas aplicadas. Contudo, as grifes apostam em variações para agradar a todos os gostos; elas surgem, então, no modelo plataforma ou com salto fino, metalizadas e com tiras até o tornozelo e outras opções".

Separamos alguns modelos de gladiadoras de salto alto de diversas grifes. Vamos ver?





Essa é uma das minhas sandálias estilo gladiadora.



Fonte: http://luxoseluxos.blogspot.com/

(Imagens de: allmyfashion.wordpress.com/amodadacasa.net/
clicrbs.com.br/luxoseluxos)

Os vestidos preferidos das estrelas

Elas adoram longos cinza

O cinza é uma cor polêmica na moda, já que alguns dizem que ela não tem glamour algum... Mas as celebridades provam o contrário! Com toques de drapês, bordados e outros frufrus, um longo cinza pode ficar muito chique!



Charlize Theron usa vestido com bordados brilhantes, Claudia Schiffer escolhe um cinza de tom mais escuro, e Anne Hathaway aposta nas camadas multicoloridas para dar um ar mais alegre ao visual.

*Fotos: Getty Images

postado por Carol Hungria

Os sapatos Jimmy Choo conquistam celebridades e fashionistas

Elegância arrojada para os pés
Os sapatos Jimmy Choo conquistam celebridades e fashionistas por seu design sofisticado e qualidade excepcional
Divulgação
Os sapatos e bolsas Jimmy Choo são sonhos de consumo para as mulheres de todo o mundo

Com design arrojado, os sapatos Jimmy Choo costumam circular nos pés de celebridades, membros da realeza e fashionistas, seduzidas pela qualidade e, principalmente, pelo conforto que oferecem. O talento do designer malaio chamou a atenção da empresária inglesa Tamara Mellon, que apostou na marca e incorporou a qualidade dos calçados feitos sob medida de Jimmy Choo nos elegantes sapatos produzidos industrialmente.
O designer malaio Jimmy Choo aprendeu a arte da sapataria com seus pais, que eram donos de uma bem-sucedida loja de sapatos em seu país. Depois de se mudar para a Inglaterra, onde estudou na London College of Fashion, Jimmy abriu sua loja de sapatos na região de Hackney, em Londres, fazendo sapatos sob medida para uma pequena clientela, até que, em 1988, a revista Vogue fez um editorial mostrando o sofisticado design e a qualidade excepcional de seus sapatos. A partir daí, Jimmy passou a ser o responsável pelos calçados de celebridades e socialites internacionais. Algumas das mais famosas admiradoras de seu trabalho foram a rainha Margareth II, da Dinamarca e a princesa Diana, que se tornou amiga pessoal do designer.

Divulgação
A fundadora Tamara Mellon apostou na qualidade e design dos sapatos do malaio Jimmy Choo

Em 1996, a editora de acessórios da Vogue UK, Tamara Mellon, filha da modelo Anne Davies (que foi o rosto do perfume Chanel n°5 nos anos 60), e do bem-sucedido empresário Tom Yeardye, reconheceu o potencial de Jimmy Choo e propôs a ele comprar uma parte de sua empresa, com o objetivo de produzir seus sapatos em larga escala. Tamara, que pagou US$ 150 mil pela parceria, abriu uma fábrica e um escritório na Itália para produzir os sapatos Jimmy Choo. A empresária passou a divulgar a marca, mostrando o trabalho para os principais jornalistas de moda da Europa e Estados Unidos. A primeira loja foi aberta em um dos centros de luxo londrinos, o bairro Knightsbridge, e a empresa começou a ganhar o reconhecimento que a faria um sonho de consumo para as mulheres de todo o mundo.

O design sofisticado dos sapatos Jimmy Choo é resultado da colaboração entre a fundadora da empresa, Tamara Mellon, e a diretora de criação, Sandra Choi. A designer foi assistente de Jimmy quando ele ainda produzia sapatos sob encomenda e soube aplicar a essência de seu trabalho nos calçados feitos em larga escala, trazendo para os modelos combinações inovadoras com elementos clássicos, criando um estilo muito próprio que é imediatamente reconhecido como Jimmy Choo.

Divulgação
A atriz Jennifer Garner no Globo de Ouro 2007, usando sandália de Jimmy Choo

O segredo para manter o luxo e a exclusividade a dos sapatos Jimmy Choo está na distribuição limitada dos calçados aos pontos de venda selecionados e na escolha das localizações mais exclusivas do mundo para abrir suas lojas próprias, ao lado de grandes nomes da moda como Dior, Armani e Prada. Os sofisticados calçados podem ser encontrados em boutiques instaladas em endereços como a Avenida Montaigne (Paris), 5° Avenida (Nova York) e Sloane Street (Londres).

No ano de 2001, a Jimmy Choo deu um grande passo rumo a sua expansão, firmando uma parceria com Robert Bensoussan, fundador da Equinox Luxury Holdings. A holding comprou os 50% do designer Jimmy Choo e a empresa passou a valer U$ 20 milhões. Robert se tornou o CEO, e, em apenas três anos no comando da Jimmy Choo, abriu 26 novas lojas, em adição às quatro já existentes, e introduziu a linha de bolsas, acessórios em couro e óculos de sol, que representam 35% do rendimento da empresa.


Divulgação
Livro em parceria com a Cartier: recursos para a Elton John Aids Foundation

Desde o grande impulso dado à empresa pela associação comercial com a Equinox Luxury Holdings, a Jimmy Choo teve cada vez mais sua visibilidade aumentada. Em 2004, um projeto de grande repercussão foi desenvolvido em colaboração com a tradicional joalheria Cartier, uma campanha para arrecadar fundos para a Elton John Aids Foundation. Celebridades foram fotografadas usando apenas um par de Jimmy Choo e jóias Cartier por algumas das melhores fotógrafas do mundo. O resultado foi um livro chamado de 4 Inches que teve 10% das vendas revertidas para a fundação de Elton John. A empresa também lançou uma edição especial de um sapato, o Pink Ribbon Shoe, que teve 15% das vendas revertidas para uma campanha da instituição The Breast Câncer Research Foundation.

Divulgação
Nova campanha com a modelo Angela Lindvall, feita pelo fotógrafo Terry Richardson

No mesmo ano do projeto desenvolvido pela Jimmy Choo em parceria com a Cartier, 2004, a empresa Lion Capital anunciou a compra da maioria das ações da sofisticada marca de sapatos. Três anos depois, em 2007, a TowerBrook Capital Partners comprou a empresa da Lion Capital, passando a controlar 83%. Atualmente, a fundadora Tamara Mellon continua tendo parte da empresa, que tem como CEO Joshua Schulman e vale U$ 150 milhões. Dinâmica, cada vez mais valorizada e com mais de 40 lojas espalhadas pelo mundo que demonstram seu sucesso, a marca é preferência de muitas celebridades e fashionistas, que não dispensam seus “Choo’s”.

Fonte: Portal da Beleza


Scarlett Johansson é mais uma que adere ao blazer

O filme "The Spirit" está para ser lançado e quem aparece em evento é a atriz Scarlett Johansson... com cabelos castanhos!



Ela fica linda de qualquer jeito - mas eu prefiro os cabelos loiros. O blazer está meio larguinho demais para o meu gosto - Scarlett, que já é toda voluptuosa, fica parecendo gordinha, coisa que ela não é! Gosto da calça com barras dobradas com sapato de salto (Christian Louboutin, claro) e da ousadia de usar calça e blazer no tapete vermelho. Mas eu preferia um blazer mais justo mesmo.

Fora isso, Scarlett não é o máximo? Quero ver mais Scarlett no tapete vermelho!

ATUALIZAÇÃO: O blazer e a calça são 3.1 Phillip Lim inverno 2008!

Fonte:http://blogs.abril.com.br/famosos-moda

Marília Gabriela em look suave

Marília Gabriela é uma das poucas famosas brasileiras que sabem rejuvenescer como ninguém. Veja aí a loira no lançamento de seu livro, "Eu que amo tanto", nessa última terça-feira, dia 2, em São Paulo.



Mesmo usando um vestido metalizado, Marília conseguiu um efeito cool. Primeiro, a modelagem do vestido é bem relax, solta, quase sem cintura, pelo joelho. Aí bastou combiná-lo com acessórios que não pesam, como a bolsa rosa claro e a sandália bege. Funcionou muito nela! Chique sem esforço!

Fotos: AgNews
Fonte: http://blogs.abril.com.br/famosos-moda

Hotel de luxo colonial, o Centro Hípico, possui 65 cavalos e 3 pistas para treinos de equitação, enduro e salto Com muitas opções de programas


O Hotel Fazenda Dona Carolina, um dos melhores do País, tem tradição no bom atendimento e hospedagem sofisticada

Divulgação
Vista do Hotel Fazenda Dona Carolina, com sua tradicional arquitetura e área total de 100 alqueires


Com construção colonial datada de 1872, o Hotel Fazenda Dona Carolina foi uma das tradicionais fazendas produtoras de café do Brasil. Em seus 100 alqueires, localizados na cidade de Itatiba, a 100 quilômetros de São Paulo, estão divididos os 82 apartamentos, dois restaurantes, três bares e as inúmeras áreas para lazer e entretenimento, zelando sempre pelo contato direto com a natureza, sem deixar de lado a comodidade que a modernidade traz.
Proporcionando conforto e satisfação completa de seus hóspedes, além de ter a vista sempre para o bosque, o lago ou as montanhas, as acomodações do Hotel Dona Carolina foram decoradas com refinadas mobílias que seguem a linha dos móveis da época dos barões do café, equipadas com ar condicionado, canais por assinatura, frigobar e som. Aos que, apesar de estar em um verdadeiro refúgio paradisíaco, optam por se manter informados e não perder o contato com seus negócios, os quartos também têm telefone com discagem direta e acesso à internet.

Divulgação
A decoração das acomodações une o charme da linha colonial ao conforto da tecnologia


O silêncio proporciona uma paz acolhedora, e muitos ambientes do Hotel Fazenda Dona Carolina favorecem a busca do equilíbrio com o corpo e com a mente. A Sala das Cavalariças é ideal para leitura e descanso. O Centro de Tratamento Corporal conta com saunas secas e a vapor, sala de ginástica, hidromassagem, sessões de massagem e tratamento estético, corporal e facial. Assim, corpo e alma saem revigorados.

O Hotel Dona Carolina, além de propício para relaxar e descansar, é o lugar certo para descontrair e se divertir. São várias as opções de lazer: piscinas climatizadas; quadras de futebol, vôlei e tênis; salão de snooker; parque infantil com recreação monitorada; passeio a cavalo e de charrete; trilhas também monitoradas na Mata Atlântica, que proporciona o contato muito próximo com a vegetação e os animais silvestres; lago para pesca esportiva e oficina de produção de pães e queijos.

Divulgação
O ambiente rústico e acolhedor da cachaçaria é uma agradável opção para descontrair durante as noites no hotel


Para repor a energia gasta nas inúmeras opções de atividades oferecidas pelo Hotel Dona Carolina, os hóspedes contam com as iguarias preparadas pelos chefs dos restaurantes Café do Bosque e Seo Oscar. Os pratos da cozinha fina são preparados com produtos da horta e da queijaria próprias e conquistam o paladar de todos. Outra produção própria é a cachaça Dona Carolina, que é uma entre as 400 marcas disponíveis na aconchegante cachaçaria, espaço com decoração rústica e pouca iluminação, que compõem um ambiente ideal para casais e amigos terminarem a noite.


Além de endereço certo para aproveitar momentos de descontração, o Hotel Dona Carolina também abriga um bem equipado Centro de Convenções. Com quatro ambientes principais que contam com acesso à internet, modernos equipamentos de áudio e vídeo e ar condicionado, se equipara aos melhores espaços em regiões urbanas destinados a reuniões comerciais. A tecnologia aliada à satisfação de estar em meio à natureza acrescenta um clima agradável às reuniões de negócios.


A infra-estrutura do Hotel Fazenda Dona Carolina está preparada para sediar muitos tipos de eventos. Além do Centro de Convenções para fins comerciais, dentro da área do hotel está a Igreja Nossa Senhora da Conceição, palco para cerimônias como casamentos, batismos e missas. Outro destaque é o Centro Hípico, que com 65 cavalos e três pistas para treinos de equitação, enduro e salto, sedia competições como o Campeonato Paulista de Enduro Eqüestre. Como uma opção de acesso para os convidados ou participantes desses eventos, assim como para os hóspedes, o Dona Carolina possui um heliponto.


Divulgação
Uma das atrações, o Centro Hípico, possui 65 cavalos e 3 pistas para treinos de equitação, enduro e salto.

Com muitas opções de programas, o Hotel Fazenda Dona Carolina é ideal para casais, famílias com crianças e grupos de amigos. O glamour e a beleza da arquitetura colonial do período áureo do café, o alto padrão de suas instalações, a qualidade no atendimento e a variedade de opções para relaxar e se entreter em contato com a natureza, fazem do Dona Carolina um dos melhores hotéis-fazenda do País. Fonte: Portal do Luxo

Caviar, presente em momentos especiais

Milímetros de sabor
Valiosas, as pequenas ovas que compõem o caviar proporcionam experiências únicas aos apreciadores da alta gastronomia


Divulgação
Embora um produto ligado à cultura russa, a palavra caviar vem do Persa, enquanto em russo é chamado de “ikra”


Tradicional e saboroso, o caviar costuma estar presente em momentos especiais, compondo cardápios de apreciadores da culinária de alto padrão. A degustação das delicadas ovas provindas do peixe esturjão, levemente salgadas e com um sabor concentrado de mar, proporciona uma experiência única aos que as consomem, rememorando o glamour histórico dessa iguaria milenar.


Profundos conhecedores e amantes da especiaria descrevem em detalhes minimalistas o prazer de ter as pequenas ovas estourando no céu da boca. Os cuidados para manter o sabor do caviar começam na retirada do invólucro que abriga as ovas de dentro do esturjão, que representam aproximadamente 20% do peso do peixe. O mestre do caviar, chamado de Ikrianchick (palavra de origem russa), experimenta e calcula a gradação de sal que se deve aplicar às ovas: de 3% a 4% para o caviar Malossol (levemente salgado, em russo); e de 7% a 8% para o caviar Salted.
Divulgação
Delicado, o caviar deve ser manuseado com materiais específicos, como o kit de madrepérola


Frágeis e sensíveis, as ovas do esturjão, assim que salgadas, devem ser armazenadas dentro das embalagens próprias para caviar, feitas ou banhadas a ouro, ou com uma película de polímero, por oxidarem muito rapidamente em contato com qualquer outro tipo de metal. As colheres para o trato do produto também são específicas, feitas de osso, madeira, madrepérola ou também de ouro. Todo esse minucioso trabalho do mestre do caviar deve ser feito em 15 minutos no máximo, para que a iguaria não perca suas características.


Espécie de cerca de 200 milhões de anos, o esturjão movimenta um mercado de altos dígitos. Com grande importância histórica, sua pesca no mar Cáspio foi monopolizada durante muito tempo pelos czares da antiga Rússia. A comercialização do caviar foi a base do financiamento para o desenvolvimento tecnológico da União Soviética. Em 1992, com a queda da URSS, a falta de critérios e regras para a pesca do esturjão selvagem quase levou à sua extinção e criou um novo nicho para o mercado do caviar: há 35 anos iniciou-se a criação do peixe em cativeiro, que, por produzir o caviar em menor tempo (oito anos, perante os 25 anos do esturjão selvagem), permite preços mais atraentes.


Divulgação
Com a ameaça de extinção do esturjão selvagem, o maior volume de caviar consumido provém do peixe cultivado


Entre as 27 variações da espécie esturjão, o caviar de somente três delas é comercializado: Beluga (as maiores ovas, que apresentam tons cinza), Oscietra (ovas de coloração marrom-escuro e dourada) e Sevruga (as menores ovas, de coloração mais escura, próximo ao preto). Na criação em cativeiro, na qual predomina o Oscietra, existem técnicas para avaliar se as ovas já atingiram o diâmetro de 2,7 a 3 milímetros, ponto ideal para serem extraídas: ultra-sonografia ou uma pequena amostragem retirada por meio de instrumentos. O processo é meticuloso, no qual a confiabilidade é registrada e passível de consulta, já que todas as latas são numeradas e certificadas, o que garante a autenticidade de um caviar puro e saboroso.


Divulgação
O caviar deve ser servido com uma base neutra, que não iniba o seu sabor, como torradas, massas ou batatas

Ao Brasil, chegam os melhores e mais conceituados produtos pela importadora brasileira Le Caviar. Matilde Ghelfond e Daniel Lecuona, diretores e fundadores da empresa, iniciaram em 2006 o projeto que transformou o prazer de comer bem em um negócio de luxo. Adequadamente estruturada para armazenar seu principal produto, a Le Caviar mantém geladeiras específicas que conservam o caviar na temperatura de 0°C, e trabalha com as principais marcas do produto, Caviar House&Prunier, Caviar Perlita, Caviar Ebéne, Caviar de Gironde, Caviar Baikal, Caviar Et Prestige, Caviar Sturia, Caviar de Rio Frio, entre outras.


A importadora Le Caviar prima pela excelência no atendimento. Um serviço de delivery (das 9 horas da manhã até as 2 horas da madrugada) pode levar o produto em até 10 minutos a clientes que desejam servir o caviar em uma recepção especial, e também a refinados restaurantes, que minimizam os custos encomendando o produto de acordo com a demanda, sem a necessidade de manter um estoque. Pensando também em datas comemorativas, a Le Caviar tem embalagens em couro ou madeira, que, além de conservar a temperatura na hora do transporte, compõem um presente elegante e sofisticado.


Prezando por uma boa experiência a todos os que pretendem consumir caviar, a empresa oferece serviços de consultoria que auxiliam o cliente na decisão do tipo e quantidade para as ocasiões em que o menu incorpora a nobre iguaria. A Le Caviar mantém um chef, que pode dar dicas sobre o produto ou mesmo produzir pratos à base de caviar em festas e jantares promovidos pelos clientes. Lecuona e sua equipe mantêm um atendimento pós-venda, certificando-se da satisfação dos consumidores.


Divulgação
Tradicionalmente, o caviar Beluga é comercializado em lata azul; o Oscietra, em amarela; o Sevruga, em vermelha


Para divulgar a cultura da apreciação da delicada iguaria no País, a Le Caviar promove eventos como a Degustação Comparativa, na qual os convidados podem experimentar, além do tradicional caviar, ovas provindas de diferentes tipos de peixe; o Circuito do Caviar, quando são oferecidos diversos pratos à base do produto; e palestras. “Estamos organizando um concurso de receitas, que levará o vencedor à França para conhecer alguns dos mais importantes produtores de caviar”, conta ainda Daniel Lecuona, diretor da empresa. “Quem aprecia caviar o faz por conhecimento. É uma cultura. Mas, no Brasil, seu consumo ainda é reduzido, por isso fazemos um intenso trabalho de divulgação deste luxuoso item gastronômico, seus rituais e sua história”, diz.


Divulgação
Tão nobre quanto o caviar, deve ser a bebida: champanhe, vinho branco ou vodka


A expansão do armazém Le Caviar para duas lojas físicas são planos de Daniel Lecuona e Matilde Ghelfond. Além do mais nobre caviar, colheres, caviar servers, foie gras, açúcares e sais aromatizados, azeites, salmão e outros produtos poderão ser degustados e comprados em duas lojas, uma em São Paulo a partir de fevereiro de 2009, e outra no Rio de Janeiro até o final do mesmo ano.


Consumido por ávidos por conhecimento e experiências marcantes, o caviar carrega valor em sua história e propicia um imensurável prazer ao ser degustado. “Por não ser um bem durável, a iguaria não tem um valor tangível, como roupas e carros de grandes marcas, mas o luxuoso caviar traz um profundo significado para aqueles que valorizam a arte de comer bem”, comenta Daniel Lecuona.

Fonte: Portal do Luxo


Notebook de linhagem, tecnologia e desempenho

O Lamborghini VX3, mais novo equipamento da
marca italiana produzido pela Asus,
acelera em tecnologia e desempenho
Divulgação
O luxuoso notebook Lamborghini VX3 é fabricado nas cores clássicas da marca de automóveis italiana


A idéia de associar a imagem de uma marca de automóveis de luxo com a produção de notebooks inovadores e exclusivos ganhou ainda mais força após o lançamento do Lamborghini VX3, mais novo notebook da tradicional montadora italiana desenvolvido pela Asus, empresa especializada no segmento da informática. Equipado com tecnologia de ponta, o VX3 se assemelha às potentes máquinas da Lamborghini não somente por suas cores, como por sua velocidade, desempenho e segurança.


Apresentado pela Asus em maio de 2008, em Nova Deli (Índia), o notebook VX3 é o terceiro modelo baseado nos carros da Lamborghini, sendo fabricado apenas em amarelo e preto, cores clássicas dos automóveis da marca italiana. Mesmo com a intenção de desenvolver uma peça com estilo e design arrojado, a Asus não deixou de se preocupar com a performance do VX3.


Divulgação
A webcam localiza-se no topo da tela de 12.1 polegadas

O elegante notebook Lamborghini VX3, equipado com tecnologia de primeira, incorpora um processador Penryn Intel Core 2 Duo T9300 de 2.5 GHz, disco rígido de 320 GB, memória RAM de até 4 GB com 667 MHz, placa de vídeo GeForce 9300 com 256 MB, WiFi 802.11n, gravador de DVD e a versão mais recente do Windows Vista, garantindo um impressionante desempenho ao aparelho.


Com quatro entradas para USB 2.0, uma para fone de ouvido e microfone, uma conexão HDMI, módulo Bluetooth 2.0, modem de 56 Kbps e sistema wireless, o notebook Lamborghini VX3VX3, a empresa projetou o aparelho com uma tela LCD de 12.1 polegadas, proporcionando uma resolução de 1,280 x 800 pixels.
mostra que definitivamente a Asus não economizou em tecnologia para desenvolver um de seus mais exclusivos produtos. Para garantir uma imagem mais precisa e compacta ao
Divulgação
Com lentes de cristal e superfície de safira, a webcam do VX3 possui a mais alta tecnologia


Semelhante ao grau de segurança oferecido pelos sofisticados carros da Lamborghini, o notebook VX3 possui um sistema biométrico que exige a impressão digital do proprietário para que a máquina possa ser acessada. No topo da tela, o luxuoso notebook ainda integra uma webcam com alta resolução, equipada com lentes de cristal e protegida por uma superfície de safira, somente menos resistente que o diamante.


Desenvolvido com base na estética da Lamborghini, o notebook VX3 apresenta o apoio de pulso no teclado feito de couro, uma analogia aos confortáveis bancos das máquinas da tradicional empresa italiana. Assim como a Lamborghini reveste de titânio o pára-choque traseiro de suas novas máquinas, a Asus aproveitou a leveza e a resistência do material para fabricar a peça responsável pela junção da tela com o corpo do notebook VX3. Com apenas 1,68 kg, o potente VX3 é adequado para acompanhar aqueles que costumam levar seus notebooks para os mais variados lugares.


Divulgação
O apoio do teclado do elegante notebook é feito de couro, assim como os bancos dos carros da Lamborghini


Muito mais do que um simples notebook, o VX3 abriga a tradição e a exclusividade da Lamborghini. Com grande semelhança à tecnologia, sofisticação e ao design agregados aos potentes carros da marca italiana, o notebook Asus Lamborghini VX3 incorpora a beleza e as funcionalidades de uma verdadeira máquina de luxo.

Fonte: Portal do Luxo

Pantanal Mato-Grossense, uma das 7 Maravilhadas do Mundo

Pantanal Mato-Grossense vem ganhando eleitores na disputa
ao título de uma das 7 Maravilhadas do Mundo.

O Pantanal Mato-Grossense vem ganhando eleitores na disputa ao título de uma das 7 Maravilhadas do Mundo. Um dos que creditaram o voto foi o ministro Luiz Barreto, que aproveitou a abertura da Feira das Américas da Associação Brasileira de Viagens para visitar o estande do Estado de Mato Grosso e escolher o Pantanal, que concorre com outros 200 sítios naturais de rara beleza, como os Alpes Suiços, o Mar do Caribe, o Monte Fuji, no Japão, Grand Canyon, nos EUA, Foz do Iguaçu, Fernando de Noronha e Amazônia.

O concurso é promovido pela Fundação New7Wonders, a mesma que realizou a eleição das novas maravilhas monumentais do planeta. Em 2000, o Pantanal foi reconhecido pela Unesco como Reserva da Biosfera e é considerado uma das reservas naturais mais exuberantes e diversificadas do planeta.

Agora pode ser eleito um dos 7 lugares mais belos do planeta, título que ampliaria o turismo em Mato-Grosso. Lideranças, principalmente empresários do trading turístico, estão se mobilizando na defesa do voto para o Pantanal - clique aqui e vote.

O concurso das 7 Novas Maravilhas da Natureza é dividido em três etapas: qualificação nacional, seleção e estágio final. No primeiro estágio, o candidato tem que ser eleito em seu país. O Pantanal concorre com Fernando de Noronha, Foz do Iguaçu e com Amazônia. No segundo passo, especialistas revisarão a lista dos 77 mais votados até 31 dezembro e escolherão os 21 finalistas que continuam na votação até 7 de julho de 2009. Os 21 finalistas serão submetidos ao voto popular até 2010 quando termina a eleição e, por fim, o mundo conhecerá as novas 7 maravilhas. (Patrícia Sanches)

Conheça mais do Pantanal - clique aqui



Autor: RDNews



As grifes e seus objetos de desejo

As grifes e seus objetos de desejo


O site londrino de moda e lifestyle (www.thelondonepaper.com), muito cultuado entre os fashionistas, divulgou uma lista com as dez marcas de moda mais desejadas de 2008. Entre elas estão marcas superconhecidas no Brasil, como Ray Ban, Chanel e Diesel. Outras são praticamente desconhecidas por aqui, mas fazem o maior sucesso mundo afora. Um exemplo é a Agent Provocateur. Nunca escutou falar? Pois ela está em primeirona na lista!


A Agent Provocateur, de Joe Corre (filho da estilista Vivienne Westwood), é uma marca britânica de lingerie, que surgiu em 1994. É uma das referências de underwear mais famosas do mundo e celebridades como Kate Moss, Paris Hilton, Christina Aguilera e Carmen Electra são algumas das clientes da marca, que tem a ousadia, exibicionismo e polêmica como características principais das peças.


Em segundo lugar está a marca Rolex, bem conhecida por aqui. A famosa marca de relógios foi fundada em 1908, pelo alemão, Hans Wilsdorf. Inicialmente, a empresa, sediada em Londres, importava, montava e distribuía relógios com mecanismos suíços. Logo depois, Wilsdorf decidiu especializar-se somente em relógios de pulso, mercado emergente naquela época. Dá para imaginar o sucesso que fez, tanto que faz até hoje.


A grife italiana Prada ocupa o terceiro lugar. Na verdade, a marca foi fundada na cidade de Milão em 1913 por Mario Prada e seu irmão. Inicialmente era especializada em malas de viagem, bolsas e artigos de couro. A grife foi ganhando notoriedade por seus artigos de luxo e alavancou sucesso quando a neta de um dos fundadores, Miuccia Prada, assumiu o controle da empresa. Os principais produtos da Prada são bolsas, roupas luxuosas, sapatos e perfumes.


Em quarto lugar vem a Ray Ban, famosíssima marca de óculos, fundada entre as décadas de 1920 e 1930. Ícone de tradição e modernidade, o óculos aviador da marca conquistou fãs e título de acessório de estilo.


O quinto lugar é todo dele: do estilista espanhol Manolo Blahnik, dono de uma das mais cobiçadas marcas de sapatos femininos, que leva o mesmo nome dele. Até a Madonna é alucinada por seus pares de sapatos e ainda garantiu que um belo par "Manolos" é melhor que sexo. Nada mal não? Os calçados de Manolo Blahnik abusam de plumas, lantejoulas, laços, fitas, coral... Carry Bradshaw, de Sex and the City, também era louca pelas criações de Manolo.


Na sexta posição vem Jimmy Choo, que fez história produzindo sapatos sob encomenda em Londres, mas não demorou muito para ser descoberto e fazer esse baita sucesso. Suas coleções são abusadas, jovens e refrescantes.


Em sétimo lugar está a grife britânica Topshop de moda feminina. Inclusive Kate Moss já desenhou uma coleção para a loja que foi disputada a tapas pelas consumidoras da grife. Logo atrás de Topshop, na lista das marcas mais desejadas, vem a estilista Vivienne Westwood cravando o oitavo lugar! Excêntrica, provocativa e irreverente, a estilista ficou conhecida como "estilista punk". Seus ícones são espartilhos, saltos plataforma, tecidos britânicos e exagero no corte e forma das roupas.


Quem ocupa o nono lugar é nada mais nada menos que a marca Chanel, da estilista francesa Gabrielle Bonheur Chanel, responsável por grande parte das principais mudanças no vestuário feminino do século 20. Seus principais produtos são roupas, perfumes, maquiagem, óculos, bolsas e sapatos.


Em décimo e último lugar está a tradicional marca de jeans Diesel, criada pelos italianos Renzo Rosso e Adriano Goldschmeid, em 1978 em Milão. A marca cresceu na década de 80 no mercado italiano e seus produtos começaram a ser exportados em 1981. Hoje, a marca é um verdadeiro sucesso.

Fonte: Tamirys Collis Terra

Spas e Pousadas: Lugar de descanso, equilíbrio e tranquilidade

Mente Quieta, espinha ereta,

coração tranqüilo



O ofurô é uma das terapias oferecidas pelo Hotel Ponto de Luz, em Joanópolis

Em belos spas e pousadas pelo estado, a ordem é relaxar, desestressar, harmonizar com massagens, banhos, energização e até leituras de I Ching

O nome da terapia me chamou a atenção logo que bati o olho: alquimia do coração. A descrição dizia tratar-se de "uma sessão de meditação que proporciona a oportunidade de integração entre o lado sensitivo e o lado racional baseada no sentimento de amor. Ajuda a transformar questões que confundem o pensamento e bloqueiam a ação, resgatando a confiança, a integridade e a conexão com a nossa essência". Uau! Liguei para o Hotel Ponto de Luz (Estrada do Can-Can, acesso pelo km 9 da estrada para São Francisco Xavier, Joanópolis, 11/4539-9358, pontodeluz.com.br; diárias de R$ 264 a R$ 478,50, com pensão completa; Cc: V; Cd: V) toda confiante: era sexta-feira à tarde, e eu queria ir no dia seguinte. Não tinham mais horário. Precisei me contentar com uma energização e com a terapia craniossacral (saiba o que são esses e outros tratamentos no glossário) incluída no pacote.


Quarto do Ponto de Luz



A idéia era passar o dia no spa holístico em Joanópolis. Não me considero nem crente, nem descrente em terapias alternativas. Sou uma "agnóstica" no tema. Saio de São Paulo cedo, pela Rodovia Fernão Dias, até quase a divisa com Minas Gerais. Lá, é preciso entrar numa estrada que leva até a pequena cidade, que gosta de se afirmar como "a terra do lobisomem". Até acho possível: ela fica tão escondida no meio das montanhas que poderia mesmo ser refúgio desses seres. Do centro, pega-se outra estradinha, esta de terra em boa parte, com cascalho, subida... Seus 19 quilômetros já devem fazer parte da terapia. Verdade que o serviço de van saindo de São Paulo é uma mão na roda; prefira.


Varanda do Viktoria Garten - Foto: Ricardo Benichio


A sede de ar rústico está encravada numa montanha. Dali, avistam-se os morros no lado oposto do vale e ouve-se o barulho das pequenas cachoeiras no rio lá embaixo. É um lugar bonito, tranqüilo e sem poluição. Logo entendo por que não havia mais vaga para a alquimia do coração: o spa está cheio. Perdi a caminhada matinal que faz parte do pacote do day spa, junto com o almoço, o lanche da tarde, uma atividade corporal e um atendimento (massagem, watsu, energização, terapia craniossacral, beamer, ofurô ou leitura de oráculo). Tudo por 200 reais.

Tomo um suco de inhame com laranja e sou chamada para meu atendimento, pago à parte (R$ 130). A terapia craniossacral é uma massagem suave na cabeça e no pescoço. Tiro o sapato, entro na sala e me deito na maca. A terapeuta pergunta: "Qual parte do seu corpo está mais relaxada?" Eu respondo: "Os olhos". Hã? Nem eu entendo por que disse isso. Mas, enfim, meus olhos têm de cumprir o papel naquele momento. Deles, o relaxamento precisa se expandir para todo o meu corpo. E aí começa a massagem, quase imperceptível. Zzzzzzz... Opa, preciso ficar acordada. A terapeuta toca o meu crânio com tanta leveza que é difícil acreditar que vai funcionar. Zzzzzzz... Bem complicado me manter alerta. Afinal, esse é o propósito. Depois da sessão, realmente sinto o rosto mais suave.


Viktoria Garten: compressas, banhos e 17 tipos de massagem - Foto: divulgação

Calço meu tênis e corro para a atividade corporal. No caso, uma vivência. O que será isso? Quando chego, as pessoas já estão dispostas em círculo, sentadas em almofadas. "Vocês conhecem a garça-real da Mongólia?", diz a bem-humorada terapeuta. "Vocês precisam ficar igual a ela, com dignidade. E não como o ouriço do Tocantins, todo encolhido." Ela faz com que todo mundo se alongue. Depois é a vez de danças de roda. Para muitos fica difícil coordenar esquerda e direita. No final é preciso abraçar a todos, algo um pouco constrangedor.

No almoço, nada de carne vermelha. Mas a refeição, servida em bufê, é saborosa: vegetais cultivados sem agrotóxicos na propriedade, arroz integral, suflê de cebola, frango marroquino. Logo está na hora do meu segundo atendimento: a energização. A terapeuta me pergunta por quê. "Sinto-me esgotada", digo. Ela sugere um misto de beamer, reiki e energização dos chacras. Nunca tinha ouvido falar de beamer. Ela me pede para eu escolher, pela intuição, entre os vidrinhos de uma caixa. Em cada um há dois líquidos coloridos. "Escolho" rosa com rosa. "Este é para quem está precisando se aceitar melhor, não se cobrar tanto. Faz sentido?", pergunta ela. É, até que faz... O frasquinho é encaixado numa lanterna, e a luz emitida, agora colorida, percorre olhos, rosto, corpo. Depois, deitada, vem a energização dos chacras. Sinto um calorzinho onde ela encosta a mão. E então a pressão perto dos olhos me dá um... Zzzzzzz... É duro resistir, tão relaxada eu estou. Mas não percebo nenhum impulso de energia, não.

Terminada a sessão, não espero o lanche. Duas horas e meia de estrada me aguardam, e o caminho de terra é complicado. O day spa é um pouco puxado para quem mora em São Paulo. Mas dá para fazer o overnight spa (R$ 585,65 no apartamento single e R$ 506,45 no duplo, por pessoa - existem outras opções de programa). Cada atendimento, além do incluído no pacote, é pago à parte, e os preços variam (de R$ 85 a R$ 280). Há desde opções clássicas como massagens ou terapia de pedras quentes até leitura energética, tarô e I Ching.


Por: Mariane Morisawa | Foto: Heudes Régis
Matéria publicada na Revista Viagem e Turismo

Casamento: Tudo perfeito para a hora do “sim”

Tudo perfeito para a hora do “sim”
Serviços altamente especializados garantem aos noivos requinte e tranqüilidade nos preparativos para o casamento
Divulgação

Bolo personalizado, criado por Isabella Suplicy

Para uma noiva, não há nada mais importante do que uma cerimônia perfeita em um dos dias mais especiais de sua vida. Em São Paulo existem empresas que fornecem assessoria completa para o casamento, desde a escolha do enxoval até indicação da lista de presentes para os convidados, além de toda a organização da festa. Neste momento, em que cada detalhe tem sua importância, a escolha de uma boa assessoria é fundamental.

As cerimônias de casamento vêm se diversificando, atendendo cada vez mais aos casais e seus estilos. Os noivos modernos buscam algo novo, audacioso, bem ao seu próprio gosto; os glamorosos geralmente desejam uma festa para um grande número de pessoas, com pratos sofisticados, decoração abundante; os ecológicos ou praianos dispensam as formalidades e preferem um lugar próximo à natureza, como uma praia ou fazenda. Mas nenhum dos estilos pode deixar de lado os detalhes tanto da cerimônia religiosa quanto da festa, como a escolha do local e horário mais adequado, a elaboração da lista de convidados e dos convites... Coral ou orquestra? Quem irá fotografar? Como organizar a ambientação? O que servir? Serviço à americana ou à francesa? Para garantir a tranqüilidade do novo casal diante de tantas questões, as assessorias, além de oferecer as alternativas, organizam todos os passos da celebração, tudo de acordo com a vontade dos noivos.

Divulgação

La Vie en Douce e Pati Piva são alguns dos responsáveis pelos docinhos de casamento das cerimônias da Marriages

Docinhos tradicionais, DJ’s que figuram nas melhores baladas do País, salões glamorosos com decoração personalizada; celebrações características de diferentes religiões, como judaica ou budista; serviço de vallet; seguranças e orquestras são apenas algumas das opções oferecidas pelos cerimoniais e assessorias. Entre as empresas mais procuradas para a realização de um serviço requintado e de qualidade estão Vera Simão, Rosa Maciel Assessoria, Marriages e Party Design.

Rosa Maciel, expert em organização de casamentos sofisticados, além de sua qualificada empresa de assessoria, criou um guia de noivos, disponível na internet ou impresso, que reúne inúmeras informações úteis para quem pretende se casar. No guia podem ser encontradas desde dicas de como endereçar os convites, sugestão de lista para chá de cozinha, detalhes sobre a cerimônia civil, conselhos para a família dos noivos, sugestões de serviços de bufê, espaços para a realização da festa, até curiosidades sobre a origem do termo Lua de Mel, o significado da aliança de casamento e a origem do vestido branco de noiva.

Divulgação

Igreja preparada para a cerimônia, pela Rubens Decorações

Para que todos os preparativos sejam realizados com sucesso, garantindo a despreocupação dos noivos e familiares, empresas como a assessoria para casamentos Marriages selecionam cuidadosamente seus parceiros. Além de indicar empresas de serviços como bufês, cenografistas e decoradores, a Marriages coordena os trabalhos durante todas as etapas da cerimônia e da festa. Recentemente realizou casamentos como o de Roberto Klabin (presidente da SOS Mata Atlântica) e do apresentador de televisão Otávio Mesquita, que, entre seus convidados, contou com a presença de Luciano Hulk, Alicinha Cavalcanti, João Armentano, João Dória, Natalie Klein e Maria Cândida. Marcia Possik, responsável pela Marriages, explica que a empresa mantém a alta qualidade de seus serviços trabalhando junto a profissionais selecionados, e afirma que seus clientes “escolhem os fornecedores por gosto e não pela marca”.

Divulgação

Fernando Piva, parceiro da Marriages, é um dos responsáveis pela decoração de algumas das festas da empresa.

Para realizar a decoração do casamento, a Marriages tem como parceiros o designer Fernando Piva e a empresa Rubens Decorações. Fundada em 1956, a tradicional Rubens Decorações é conhecida por seus preciosos arranjos decorativos: além de 170 funcionários nos ateliês, possui sua própria plantação de flores. Fernando Piva trabalha com decoração de interiores e é especialista em personalização de ambientes, atendendo a diferentes perfis e expectativas.
Na hora de escolher os quitutes para a festa de casamento, a atenção das assessorias é redobrada. Para os bolos exclusivos, a Marriages conta com nada menos que Isabella Suplicy e suas famosas produções, que mais parecem peças de arte. Isabella, que coordena uma equipe de 20 profissionais, usa todo seu talento para personalizar os bolos e conta que “os brancos redondos e de andares são os preferidos das noivas”. Os bem-casados, tradicionais doces de casamento, podem ser produzidos pela Conceição Bem Casados; outros docinhos, por Pati Piva e La Vie en Douce. Alguns dos espaços indicados pelo cerimonial para abrigar a festa são os bufês paulistanos Fasano, França, Leopolldo e o Espaço Rosa Rosarum, que oferecem requintados ambientes, além de serviços especiais como culinária Kosher, de acordo com os padrões e exigências da religião judaica.

Divulgação

A Conceição Bem Casados embala os doces um a um, especialmente para as festas.

Famosa por realizar cerimônias de personalidades ilustres, outra empresa tradicional na organização de casamentos é a Party Design, de Chris Ayrosa. Responsável pelos enlaces da bilionária Athina Onassis com o cavaleiro Doda, do jogador Kaká com Caroline Celico e do empresário e apresentador Roberto Justus com a atriz Ticiane Pinheiro, Chris Aryosa usa sua visão de cenógrafa para construir os ambientes. Recobrimento de tetos com 14 mil metros de tule, forminhas de doces de cores combinadas e buquês suspensos pelos salões de festa são apenas alguns exemplos de soluções criativas para dar às festas de casamento um toque ainda mais especial.

Com o aumento da diversidade de opções para cerimônias e festas de casamento, cresce a importância das assessorias, que interpretam a personalidade dos noivos e a traduzem em todo o cenário do casamento. Com todo o apoio na hora de organizar e também durante o casamento e sua festa, o novo casal pode desfrutar despreocupadamente, junto com os convidados, de cada detalhe da comemoração do início de uma nova etapa em suas vidas. Acima de tudo, a realização do sonho, a satisfação e a tranqüilidade para o momento do “sim”.

Fonte: Portal do Luxo

O casamento de Sandy: Sandy e Lucas casam neste dia 12 de setembro

O Casamento de Sandy e Lucas Lima

O casamento de Sandy e Lucas Lima já tem data marcada, será nesta sexta-feira, dia 12 de setembro de 2008, a previsão é que a união do casal aconteça numa fazenda localizada na região de Campinas.

Sandy merece destaque no Belezza Pura, sua vida de sucesso, sua simplicidade e ternura cativou o povo brasileiro, e desde a mocinha a vovó gostaria de abraçá-la e desejar muitas felicidades, nesta sexta-feira tão especial pra ela.

Fotos Sandy

O casal está junto desde 1999, neste período foram muitas idas e vindas. Em uma das separações. A última reconciliação foi em 2004 e em fevereiro deste ano Sandy e Lucas ficaram noivos.


Casamento Sandy

Sandy Fotos

Sandy e Lucas Limas

Flores: Veja pureza de cores e detalhes desta flor

Olhe para para a beleza que encanta dessa flor,
pense num jardim, respire fundo, alívio para stress


Fonte: Beleza Pura

Mala, a melhor companheira de viagens

A melhor companheira de viagens
A Rimowa, com 110 anos de tradição, é sinônimo de design,
qualidade e versatilidade em bagagens
Divulgação
Rimowa, pioneira em malas de alumínio e policarbonato: sinônimo de exclusividade

A tradicional marca de malas Rimowa, que nasceu em 1898 em Colônia (Alemanha), foi pioneira na produção de modelos em alumínio e em policarbonato puro. Parcerias com a Porsche e a Lufthansa reforçam o posicionamento da empresa no mercado do luxo. Com 23 boutiques em todo o mundo, inaugurou recentemente a primeira flagship da América Latina, em São Paulo. Menos de um ano depois, a empresa abriu sua segunda flagship brasileira no Rio de Janeiro, e terá uma nova loja paulistana em setembro.




A Rimowa, especializada em bagagem de mão e despachada, está há 110 anos no mercado. No início, a empresa fazia baús artesanais de madeira com acabamento e interior em couro, para serem usados em viagens de navio. Com a invenção do avião, passou a utilizar o alumínio na confecção de suas malas, mesmo material do acabamento das primeiras aeronaves. A tecnologia começou a ser desenvolvida em 1937, quando a empresa, ainda chamada Kofferfabrik Paul Morzeck, estava sob o comando de Richard Morszeck, e a primeira mala Rimowa de alumínio foi lançada em 1950.

Para tornar as malas mais finas e leves, foram criadas as nervuras, que dão maior resistência ao produto e que hoje são marcas da qualidade e do design da Rimowa. O nome da empresa hoje tem origem nas sílabas iniciais do nome do idealizador das malas de alumínio, acrescidas de "wa", indicador de Warenzeichen (“marca registrada” em alemão).

Divulgação
Todas as boutiques Rimowa têm o mesmo padrão de decoração da loja em Munique

A partir dos anos 50, década em que a primeira mala de alumínio foi lançada, os charmosos produtos da empresa despertaram a atenção de fotógrafos e profissionais do cinema, e começaram a ser usados para guardar os então sensíveis e caros equipamentos cinematográficos. Em 1976, uma linha hermética e impermeável foi criada especialmente para oferecer maior proteção aos caros equipamentos, tecnologia incorporada posteriormente em todas as linhas da marca. A partir daí, a Rimowa ganhou notoriedade e se tornou um desejo de consumo.
Sempre inovadora, a Rimowa desenvolveu em 2000, depois de quatro anos de pesquisa e € 10 milhões investidos, as primeiras malas de policarbonato puro em todo o mundo. O material exclusivo da marca, isento de qualquer mistura com outras substâncias, permite o máximo de sua eficiência: muito leve, suporta temperaturas extremas e resiste a grandes impactos. “As novidades também têm utilidade, é tudo pensado de acordo com a necessidade do cliente”, afirma Ulrich Weskott, CEO para a América Latina.

Divulgação A modelo Isabela Fiorentino na boutique

Rimowa dos Jardins, no Promenade Chandon

Em 2008, buscando oferecer ainda mais conforto para quem viaja, a Rimowa lançou o easypack, um sistema que adapta o interior da mala a pouco volume de bagagem. Versáteis, as malas Rimowa são compartimentadas e possuem um sistema de trancas com tecnologia aprovada pela TSA (Administração de Segurança e Transportes), que permite a verificação em alfândegas sem que seja necessário violar seu código secreto. O sistema multi-wheel, também criado pela empresa alemã, complementa sua praticidade, oferecendo mobilidade e leveza através de rodas com rolamento e giro de 360ºC.
A empresa, que é sinônimo de exclusividade, oferece um serviço de pós-atendimento ligado a hotéis cinco estrelas. Depois de passar por um treinamento, o concièrge está apto a identificar malas Rimowa dos hóspedes do hotel e providenciar possíveis reparos em menos de 24 horas. No Brasil, o sofisticado atendimento já existe nos hotéis Fasano, Hilton e Emiliano, e está sendo implantado nos hotéis Hyatt e Unique.


Continua